Artur Bueno Júnior

Artur Bueno Júnior (Brasil) - stial@stial.com.br

Perigo à vista para os trabalhadores

Um governo que já se mostrou insensível aos trabalhadores, nunca poderia trazer otimismo ao recriar o Ministério do Trabalho. No caso do governo Bolsonaro, a atitude trouxe o claro objetivo de acomodação política, e uma tentativa desesperada para melhorar sua péssima situação ante o parlamento. Dali, o trabalhador só pode esperar problemas.

Nota de pesar

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Limeira e Região (Stial) lamenta profundamente a morte do companheiro Geraldo Roberto Fernandes, 62 anos, Operador de Máquinas Agrícolas na Usina Iracema (Grupo São Martinho), de Iracemápolis-SP.

Pela valorização dos trabalhadores nas atividades essenciais

Com justiça, o país rende homenagens aos profissionais da saúde, que se arriscam diariamente para atender pacientes e lutar contra o Coronavírus. Há outros trabalhadores, no entanto, que também merecem nossos parabéns, pela bravura no momento da pandemia. São os que atuam nos serviços essenciais, praticamente obrigados a se exporem no ambiente de trabalho, onde pode ocorrer o risco da contaminação.

Nazismo e o governo Bolsonaro

A demissão do ex-secretário da Cultura do governo Bolsonaro, Roberto Alvim, provocou manifesto quase consensual da sociedade contra a apologia nazista. O próprio ministro da justiça, Sergio Moro, definiu a manifestação de Alvim como “bizarra”, durante o programa Roda Viva desta segunda-feira (20). Caso encerrado? Não, a questão é mais profunda.

2019 e suas lições

O ano de 2019 terminou com a sensação de vitalidade do movimento sindical. Foram vitórias pontuais, mas vitórias concretas, no contexto de uma dura batalha contra o conluio Governo-Patronal. Momentos onde o trabalhador parece ter acordado para a dura realidade que nos cerca. Momentos que reforçaram a ideia de sobrevivência da representação classista.