Após pressão das entidades sindicais, Senado rejeita MP 1.045

Por 47 votos a 27, o Senado Federal “enterrou” nesta quarta-feira (1) a MP 1.045, uma vitória das entidades sindicais e da classe trabalhadora de modo geral. Por mais uma vez, foi adiado o sonho do ministro da Economia, Paulo Guedes, de implantar a chamada “Carteira Verde e Amarela”, contrato de trabalho flexibilizado que desrespeita até mesmo a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

“Em 40 anos de sindicalismo, nunca vi os direitos trabalhistas serem tão atacados como agora”

Quarta-feira, 10 de julho, a Câmara dos Deputados do Brasil aprovou o projeto da Reforma da Previdência, que aumenta para 40 os anos de contribuição, bem como a idade mínima do trabalhador/a para se aposentar. Artur Bueno de Camargo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Alimentação e Afins (CNTA Afins), alertou para o fato de que esta reforma trará um retrocesso social sem precedentes.