A globalização da violência

O território de Salitre de Buenos Aires, na província de Puntarenas, no oeste de Costa Rica, vem sendo palco de uma crescente onda de violência protagonizada por fazendeiros, cujas vítimas são as comunidades indígenas, defensoras de suas terras perante a passividade do poder político. Sérgio Rojas, líder da comunidade Bribri, é o mais recente de uma longa lista de indígenas assassinados.

O presidente e as transnacionais defendem os seus próprios interesses

A Irmã Dorothy Stang foi assassinada, com seis tiros, há 14 anos, no Pará, estado do Brasil que ocupa 26% de toda Amazônia Legal, tendo sido um exemplo vivo do quão arriscado pode ser “criar” novos caminhos dentro e fora da Igreja, quando as transnacionais se consideram ou querem ser as donas de uma região muito rica, como é o caso da Amazônia brasileira.