Nazismo e o governo Bolsonaro

A demissão do ex-secretário da Cultura do governo Bolsonaro, Roberto Alvim, provocou manifesto quase consensual da sociedade contra a apologia nazista. O próprio ministro da justiça, Sergio Moro, definiu a manifestação de Alvim como “bizarra”, durante o programa Roda Viva desta segunda-feira (20). Caso encerrado? Não, a questão é mais profunda.

A carga tóxica do poder paralelo

Após quase um ano de apuração, o Ministério Público do Rio de Janeiro e a Polícia Civil daquele Estado prenderam, nesta semana, dois acusados pela morte da vereadora da Capital fluminense Marielle Franco, e do motorista Anderson Gomes. A prisão dos executores, no entanto, parece não ter trazido a conclusão definitiva do caso: “quem mandou matar? ”