Genocídio silencioso

A situação é tão grave que o governo de Iván Duque convocou a Comissão Nacional de Garantias, criada durante os diálogos de paz em Havana, para se reunir em 30 de janeiro e coordenar “com a sociedade civil e plataformas de direitos humanos iniciativas para proteger a vida e a integridade dos líderes sociais em todo o território nacional”, de acordo com o escritório do Alto Comissário para a Paz da Colômbia.

Um governo de militares, gendarmes da desigualdade

Cem militares ocupam os escalões mais altos do governo de Jair Bolsonaro, incluídas a presidência e vice-presidência, além de cargos em ministérios chave e em empresas estatais, permitindo-lhes ter um controle estratégico do país. Número bem superior ao dos militares que ocuparam cargos altos durante a ditadura militar, de 1964 a 1985.

“O movimento sindical tem que ser reformulado”

As direitas mais autoritárias estão chegando ao poder em quase todo o mundo, sem sequer precisarem recorrer a golpes de estado ou a intervenções militares, como se fazia em décadas atrás. Agora, chegam pelo voto popular. Um novo contexto, exigindo dos movimentos sindicais e das esquerdas a habilidade de pensar formas diferentes de agir e de gerar estratégias.