Rel UITA

SINDICATOS criam grupo de apoio a trabalhadores no pós-covid

“Eu ainda tenho falta de ar”. “Sinto muita fraqueza pra trabalhar naquele ritmo acelerado da produção”. “Minha memória ficou prejudicada depois da doença”. “Meu médico disse que ainda não sabem muito sobre as sequelas do meu caso”. Essas e outras questões tem chegado com frequência para os dirigentes sindicais do setor da alimentação.

FETAR e os 16 dias de ativismo

Maria Felícia Castro, presidenta do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Santana do Livramento e dirigente da Federação de Trabalhadores e Assalariados Rurais do Rio Grande do Sul (FETAR-RS) organizou uma roda de conversa com mulheres rurais sobre os 16 dias ativismo pelo fim da violência contra as mulheres e pela promoção dos direitos humanos.

Unidas e diversas

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e Região (SINTIACR) distribuiu folder informativo sobre o coletivo LGBTI aos trabalhadores e trabalhadoras da empresa JBS em Forquilhinha e Nova Veneza, Santa Catarina.

“Devemos resgatar o conceito de direitos humanos”

A CONTAR entrevista o advogado Carlos Eduardo Chaves, Cadú em um novo episódio do programa Conversando sobre seus direitos. Nesta ocasião Cadú analisa a importância da data internacional para os assalariados e assalariadas rurais do Brasil e avalia que o movimento sindical tem a missão de resgatar o conceito global do que é direitos humanos.

MulheReviva (segunda parte)

No segundo episódio da série realizada para a campanha regional 16 dias de ativismo contra a violência de género e pela promoção dos direitos humanos, as dirigentes sindicais Neuza Barbosa de Lima e Rosecléia Castro da Fetiasp entrevistam Joseane Andrade Silva, responsável pelo projeto MulheReviva, uma ONG que acolhe mulheres vítimas de violência.