Amalia Antúnez

Amalia Antúnez (Uruguay) - amalia@rel-uita.org

“Após sete meses e sete mortes”

Uma fábrica frigorífica da empresa JBS em Greeley, Colorado foi multada em 15.000 dólares por “insuficiente proteção” aos seus trabalhadores contra a Covid-19, uma cifra claramente imoral e insuficiente, mais ainda se considerarmos que sete funcionários da empresa morreram por causa do coronavírus.

A pandemia agrava a violência contra defensores e defensoras dos bens comuns

“A situação dos defensores da floresta, das águas e dos direitos humanos se complicou com a pandemia, da mesma forma que a situação dos povos originários que estão completamente vulneráveis neste momento”, disse para a Rel, a ativista ambiental e defensora dos bens comuns Claudelice Santos, uma mulher que vive de perto a violência no campo brasileiro.

Construindo um mundo novo

Na primeira semana de agosto, entre os dias 6 e 8 de agosto, nossa afiliada a Confederação Nacional de Trabalhadores da Agricultura (CONTAG) realizou seu primeiro Festival virtual do qual participaram 90 mil jovens.

“Os jovens são o presente”

Neste dia 12 de agosto, comemora-se o Dia Internacional da Juventude e, em 6 e 8 de agosto, nossa filiada Contag realizou o Festival da Juventude Rural, desta vez na modalidade virtual. Sobre isso, conversamos com Monica Buffon, Secretária de Juventude da Contag e Presidenta Mundial do Comitê de Jovens da UITA.

“O triunfo da unidade”

Em 24 de julho, os trabalhadores, nucleados nos sindicatos 1 e 2 da Nestlé Graneros e no sindicato de Los Angeles, votaram pela greve, para forçar a transnacional a uma negociação mediada pelo Ministério do Trabalho.

Uma indústria à deriva

A situação dos trabalhadores e das trabalhadoras do setor frigorífico e sua relação com a pandemia de Covid-19 é um problema mundial, mas no Brasil essa indústria tornou-se um verdadeiro caldo de cultura para o coronavírus. Já são milhares de contagiados nas comunidades onde os frigoríficos operam.

Quando a produção é mais importante do que os trabalhadores

“Em março, quando começamos a dialogar com empresas do setor, a JBS, uma das maiores exportadoras de proteína animal do mundo, já se recusava a conversar com os sindicatos e com o próprio Ministério Público do Trabalho”, disse à Rel Geni Dalla Rosa, secretária de educação da Contac e integrante do Comitê Executivo Latino-Americano da UITA.